As matrículas online para o ano letivo de 2020/2021 apresentam a opção de inscrição em “EMR” (Educação Moral e Religiosa), o que obriga os encarregados de educação a informar a escola sobre qual a confissão religiosa pretendida.

O Secretariado Diocesano do Ensino da Igreja nas Escolas da Diocese do Porto (SDEIE) assinala para “situações inéditas” no desenvolvimento do processo e informa que, “na inscrição online, tanto para o ensino básico como para o secundário, os encarregados de educação encontram onde assinalar a opção de “EMR” (Educação Moral e Religiosa), devendo, posteriormente, informar a escola, sobre qual a confissão religiosa pretendida (neste caso, católica)”.

“Também os alunos com idade igual ou superior a 16 anos, que queiram frequentar a Disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), têm obrigatoriamente de informar a escola da sua escolha, logo depois de publicadas as listas de turmas”, informa o SDEIE.

A Concordata assinada em 2004 entre Portugal e a Santa Sé consagra a existência da disciplina de EMRC, sendo os professores propostos pelos bispos, nomeados pelo Estado e pagos pela tutela; é uma componente do currículo nacional, de oferta obrigatória por parte dos estabelecimentos de ensino e de frequência facultativa.

OC (Extraído da AGÊNCIA ECCLESIA)

Avisos para a semana

Folha Dominical

13 Setembro 2020
364 Downloads
06 Setembro 2020
314 Downloads
30 Agosto 2020
240 Downloads
23 Agosto 2020
37 Downloads
16 Agosto 2020
222 Downloads

Próximos eventos

Jornal Mensal

Visitas

182990
Hoje
Ontem
Esta semana
--
Este mês
Mês passado
Todas
104
291
1455
179293
1455
10871
182990

Your IP: 3.236.110.106
2021-08-05 10:01